Qual o melhor tecido para ecobag?
Blog

Qual o melhor tecido para ecobag?

Se você vai trabalhar com a ideia da sacola ecológica para um projeto ou ação, precisa pensar no design da peça. Nesse ponto, um dos principais aspectos é escolher o melhor tecido para ecobag. Além de sustentável, cada opção deve atender também o objetivo do seu brinde.

Outro aspecto fundamental, é que o tecido deve ser escolhido, conforme os elementos que você vai personalizar. Isso faz toda diferença, por exemplo, em um brinde personalizado e seu alcance para os consumidores.

Confira no artigo a seguir, por que é importante ter atenção ao escolher o tecido da ecobag. Veja também alguns dos melhores tecidos e como combiná-los em um brinde personalizado. Boa leitura!

Por que é importante escolher o melhor tecido para ecobag?

Você pode pensar que o mais importante em uma ecobag, é que o tecido seja sustentável. Porém, existe uma boa variedade de opções, com as quais você pode trabalhar. Aliás, sabendo a que melhor atende as suas necessidades, é possível criar uma boa sacola ecológica e aproveitar diversas vantagens.

  • A sacola ecológica fica mais bonita com elementos bem pensados.
  • O design fica mais visível de longe.
  • Os elementos do tecido podem dar um melhor visual à estampa.
  • Ela se torna a peça ideal, também para funcionar como produto.
  • A sua marca fica melhor estampada e reconhecível com o tecido certo.
  • A peça reflete melhor o objetivo daquela ação.
  • O tecido certo se adequa melhor ao tipo de público que usará a ecobag.

Sendo assim, vale a pena pensar bem em qual é o melhor tecido para a sua ecobag, seguindo alguns aspectos fundamentais.

Visual

Visual

No fator visual, todos os elementos devem combinar. Por isso, você pode partir dos que são obrigatórios, antes de escolher o melhor tecido para ecobag. Por exemplo, se você precisa usar uma logomarca específica, todo o resto deve estar de acordo com ela.

A partir do que for obrigatório, você deve pensar nos outros elementos que podem ser personalizados. Por exemplo, você pode fazer vários testes com o tecido, a logomarca e a cor, para definir o que combina melhor como um todo.

Cores

Com elas, é possível definir o que mais chama atenção na peça e quão visível ela será de longe. Dessa forma, você pode testar várias tonalidades para encontrar uma harmonia.

Novamente, você pode partir do que é obrigatório, geralmente a logo, para estabelecer a sua paleta de cores. Nesse caso, vale a pena seguir uma dica. Se a logomarca, frase ou ilustração que você precisa usar tem cores fortes, o ideal é que a ecobag siga cores mais claras. Assim, o contraste pode ser melhor. Por outro lado, se elas possuem cores claras, uma ecobag escura pode ser a melhor opção.

Formato

Os formatos das ecobags variam bastante, mas a sua escolha também pode ajudar a criar uma peça mais harmoniosa com o tecido. Por exemplo, para sacolas no estilo bolsa — que provavelmente carregarão pouco peso —, um tecido mais fino pode ser suficiente. Já ecobags usadas em supermercados, exigem resistência. Ou seja, um tecido de algodão pode ser mais forte.

Dessa forma, para uma estampa grande, você deve escolher um formato de sacola maior, para que nada fique de fora. Já se a estampa for pequena, mas seja necessária uma sacola grande, você pode distribuir os elementos para que não sobre muito espaço “em branco”, ou então, usar cores mais contrastantes.

Objetivo

Nenhuma peça pode ser criada sem um objetivo. Aqui, ele é fundamental para definir o melhor tecido para ecobag. Isso porque a função da peça é o que vai determinar o conjunto de elementos. Por exemplo, ela é uma ecobag para um evento particular para jovens? Então, pode conter elementos informais e até extravagantes.

É uma peça neutra, distribuída em uma ação pública? Então, o fator custo pode ter grande influência. Dessa forma, você pode optar por tecidos leves e estampas grandes, com uma paleta de cores mais sucinta.

Público

O público é outro aspecto que determina o conjunto de elementos da ecobag. Aqui, valem duas observações. É possível atender apenas um nicho com a ecobag, e por isso, pode-se ter mais certeza sobre os elementos. Mas também, atender públicos variados, que podem se tornar, por exemplo, futuros clientes. Nesse caso, o projeto da ecobag é mais desafiador.

Para o primeiro nicho, apesar de conhecer quem usará a ecobag, é preciso cuidado para tornar a peça interessante. Nisso, é importante buscar referências do que esse público está acostumado a usar e variar os elementos, trazendo um design novo e interessante.

Já no caso de ser um brinde personalizado para vários nichos, seguir pelo caminho mais neutro pode ser a melhor opção. Aqui, você pode buscar o equilíbrio, para criar uma peça que seja bonita e atraente, mas não extravagante.

Além disso, se a ação ocorrer em um evento aberto, por exemplo na cidade, é interessante investir em elementos que complementem a logomarca, mas que sejam mais destacados. Isso porque muitas pessoas não gostam de usar peças apenas com a marca da empresa e seu slogan. Mas usariam, por exemplo, uma ecobag com um design bonito; no qual o slogan e o logo sejam elementos complementares.

Quais tecidos usar para criar a sua ecobag?

Agora que você sabe alguns fatores, que influenciam na escolha do melhor tecido para ecobag, vale a pena conhecer alguns dos materiais mais populares para criar a sua peça.

Algodão

Segundo a Ampa, foi há cerca de 4.000 anos que os árabes passaram a utilizar esse material. Mas não só eles. No mesmo período, os incas, no Peru; os egípcios; os indianos e outras civilizações também usavam a planta, para extrair sua fibra. Aliás, essa matéria-prima era tão importante, que os árabes a levaram para a Europa em transações comerciais, já em II d.C.

Já no século XVII, com a evolução da indústria têxtil, ela ficou ainda mais popular. No século seguinte, os Estados Unidos se tornaram uma das maiores potências do ramo, com regiões voltadas fortemente para essa cultura, como a Geórgia.

Contudo, com a Guerra Civil americana, outros lugares, como o Brasil, foram capazes de exportar a fibra para a Inglaterra, que vivia sua revolução industrial.

Sobre:

Aqui, os índios já trabalhavam com o material, mas para uso próprio. Para exportação, o Maranhão foi o primeiro grande centro, passando em seguida para São Paulo, e depois, para Goiás e Mato Grosso — hoje o maior produtor do país.

Conforme a espécie de algodão, suas cores podem ir do branco ao marrom. Além disso, existem variedades naturais que podem ter tonalidades diferentes, como vermelho e verde. Porém, sua fibra curta impede a fiação.

Num geral, fibras longas e resistentes, como as variedades Giza e Pima, são mais macias e melhores para trabalhar. Porém, grande parte da produção é de fibras curtas e médias, e às vezes, são misturadas com fibras longas para criar um tecido de melhor qualidade e sofisticação, como o Brasil faz com os conhecidos “fios egípcios”, que são mais caros.

Feito com as fibras do algodão, ele tem uma coloração voltada para a cor creme.

  • moldes;
  • forros;
  • roupas;
  • produtos artesanais.

TNT

O popular TNT, é a sigla para “tecido não tecido”. Aliás, é exatamente isso que ele é, pois não passa pelo processo de tecelagem normal. No caso, elas podem ser provenientes de materiais naturais, como o algodão, ou sintéticos, como o polipropileno.

O uso do TNT de forma mais industrial, remonta à década de 1930, quando esse tecido passou a ser criado nos Estados Unidos, a partir da celulose. Já na década de 1960, ele passou a ser usado como produto, sendo popularizado na década seguinte.

De forma geral, o TNT tem diversas vantagens:

  • é leve e barato;
  • pode ser estampado, tingido e até adesivado;
  • pode ser durável ou não durável;
  • é fácil de manipular;
  • não desbota ou desfia;
  • é lavável e biodegradável.

Além disso, tem uma variedade de usos muito ampla. Ele tanto serve para materiais descartáveis em hospitais, como toucas e máscaras, quanto para artesanato, decorações e outros trabalhos.

Para a ecobag, o TNT é ideal como brinde personalizado para diferentes públicos, em eventos grandes. Sendo leve e resistente, ele serve como embalagem para outros materiais e pode ser usado em grande quantidade, ideal para orçamentos pequenos de marketing.

Juta

A juta é uma fibra natural, proveniente da planta de mesmo nome.  Ela é uma erva, que pode crescer até 3 ou 4 metros, em clima úmido e quente. Levando de 4 a 5 meses para esse crescimento, ela passa por um processo de maceração, para que a fibra seja retirada do talo.

Para isso, a primeira etapa é colhê-la e formar feixes, que ficam em repouso na água durante 8 a 10 dias. Só então, ocorre o processamento para criar os fios de juta.

Composta basicamente por celulose, a fibra ideal é resistente e longa.

No Brasil, seu cultivo se iniciou com imigrantes japoneses no Amazonas e, logo, passou a ser uma fonte de renda importante para milhares de famílias. Na década de 1960, por exemplo, mais de 60 mil delas viviam da extração de juta no estado e também no Pará. Hoje, o Amazonas é o maior produtor nacional da fibra, e está em posições importantes de produção, juntamente com a Índia, líder mundial de juta bruta.

Além das sacarias, a juta é utilizada para diversos produtos, como:

  • tapetes;
  • laços;
  • tecidos para decoração;
  • enfeites;
  • chapéus;
  • sapatos;
  • sacolas.

Para a sacola ecológica, a juta é um dos melhores tecidos. Elegante, é perfeita para ecobag em modelo bolsa, por exemplo, para relembrar um estilo praieiro.

Jeans

O jeans, sem dúvida nenhuma, é um dos tecidos mais usados do mundo. Sua maior característica é a versatilidade, que o torna adequado para um look mais descontraído ou mais elaborado. Fácil de vestir e prático para o dia a dia, foi por causa dessas qualidades que ele se popularizou.

Por volta de 1792, na cidade francesa de Nimes, um tecido de algodão sarjado passou a ser usado para fabricar roupas para os trabalhadores. Na época, ele não era azul, mas tingido de marrom e não tinha tanta flexibilidade. Logo, passou a ser chamado de “Tecido de Nimes”, sendo abreviado para “denim”.

Pouco mais de quarenta anos depois, os Estados Unidos vivam a “Corrida do Ouro”, no Oeste. Aproveitando a oportunidade e sabendo que os mineradores precisariam de roupas resistentes, Levi Strauss decidiu transformar o denim, que era importado e geralmente usado para lonas, em roupas. Em seguida, o tecido modificado foi patenteado e se tornou ainda mais popular.

Primeiramente, trabalhadores de serviços pesados, como operários e mineiros, eram os que usavam as calças jeans. Mas na década de 1930, as peças começaram a integrar produções do cinema. Posteriormente, em 1950, tornou-se ícone de moda com atores, como James Dean. Depois, tornou-se um símbolo da juventude hippie nos anos 1960 e caiu no gosto de todos na década de 1970, quando foi usada no desfile de Calvin Klein.

A partir daí, o jeans evoluiu cada vez mais em modelos e cores. Hoje, é uma opção democrática.

Dessa forma, sendo tão durável, popular e versátil, o jeans também é uma ótima opção para a escolha do melhor tecido para ecobag.

Podendo:

Ser feita de retalhos de jeans ou sobras de fábricas têxteis, a sacola ecológica jeans, além de estilo, pode ser usada por diversos anos, sendo um dos melhores exemplos de reutilização de materiais e sustentabilidade.

Outros materiais

Algumas delas são:

No caso do PET, ele é uma combinação de fibras, derivadas de garrafas PET, com outros tipos de tecido, como o próprio algodão. É um tipo de tecido ecológico e também pode ser bem personalizado.

Já o nylon, é uma fibra sintética. Leve e resistente, ele é elástico e pode compor muitas peças, desde a sacola ecológica até roupas, como legging e maiôs.

Como combinar o tecido da ecobag em um brinde personalizado?

Para quem vai criar um brinde personalizado, com certeza espera usar o melhor tecido para ecobag. Além disso, o público pode ver que a empresa trabalha com qualidade, mesmo em brindes.

Dessa forma:

Poderá usá-los sem problemas. Assim, confira a seguir, alguns exemplos reais de qual tecido combina com diferentes brindes personalizados, e suas ocasiões.

Formaturas

As formaturas são eventos particulares, mas que também ficam mais interessantes com o brinde personalizado. É um momento de comemoração. Por isso, é comum usar itens personalizados da turma, que sirvam como lembrança para o formando.

Porém, não é preciso se limitar a isso. Muitos cursos e especializações têm alunos, em sua maioria, adultos. Sendo assim, é importante que o brinde personalizado atenda a cada nicho.

Na formatura de escola, ecobags com tecido, como o jeans e o algodão, são bastante interessantes. Afinal, esses jovens entrarão na fase da faculdade, que é um período de passagem para a vida adulta.

No caso da formatura da graduação e de outros cursos, os jovens adultos ou adultos estão iniciando ou continuando uma carreira. Sendo assim, os brindes também devem ter um aspecto mais profissional.

Por exemplo:

Tecidos como o algodão, a lona e o PET podem ser personalizados com elementos da profissão ou frases motivacionais, especialmente se usados no dia a dia do trabalho.

Aniversários

Alguns aniversários costumam usar o brinde personalizado, como lembrança do evento para os convidados. Aqui, o essencial é que a peça reflita um pouco da personalidade do aniversariante e acompanhe o tema da festa.

Por exemplo, em festas de 15 anos, quando ainda se está na adolescência, ecobags com a temática do evento e tecidos, como o jeans, o algodão e os retalhos de banner são interessantes.

Já em aniversários de pessoas adultas, também é possível explorar várias ideias. Especialmente se o evento for para poucas pessoas, você pode criar algo que reflita o uso no dia a dia.

Por exemplo:

Se o aniversariante adora literatura e seus convidados também, a lembrança pode ser uma ecobag de algodão para livros, com um deles dentro.

Casamentos

Aqui, os itens geralmente têm frases românticas, a data do evento e alguma referência aos noivos. Porém, com a tendência dos minis weddings e das festas temáticas, é possível fazer personalizações mais interessantes.

Em vez de usar muitos elementos dos noivos, que os convidados talvez não usem em seu dia a dia, é possível escolher aspectos mais neutros, para que o brinde não fique tão caracterizado.

Por exemplo, junto com a ecobag, você pode oferecer um chinelo de praia e uma toalha personalizada com designs tropicais. Para referenciar o evento, mas sem expor a identidade das pessoas; brasões, iniciais e frases específicas são uma boa ideia.

Brindes de fim de ano

Empresas que querem fazer um evento de final de ano para seus funcionários, têm muitas oportunidades de trabalhar com a sacola ecológica. Aqui, o orçamento é um dos maiores guias, para decidir qual é o melhor tecido para ecobag.

Por exemplo, se a empresa tem muitos funcionários e vai trabalhar com itens menos elaborados, como squeeze ou caneta, a ecobag pode ser feita com um material mais simples, como o TNT ou a PET.

Mas se a empresa for trabalhar com um brinde personalizado mais sofisticado, por exemplo, um kit de churrasco, a ecobag também pode seguir a mesma linha. Por exemplo, feita com material de algodão cru.

Dia das Mães

Dia das Mães

No dia das Mães, algumas empresas costumam parabenizar suas funcionárias com algum brinde especial. Nesse caso, a ecobag de algodão cru e juta podem ser boas opções, com ela, também é possível trabalhar outros itens, como o kit de banho e a necessaire, para complementar o presente e torná-lo ainda mais útil no dia a dia.

Dia dos Pais

Dia dos Pais

Outra data, que é uma oportunidade para usar o brinde personalizado, é o dia dos Pais. Nesse caso, é preciso lembrar que, geralmente, os homens não usam bolsas. Dessa forma, a ecobag pode ter um modelo diferente, como o da própria sacola ou até mochila.

Tecidos como o nylon e o algodão são boas opções para esse brinde, se a peça for o foco desse presente. Já no caso de ser apenas uma “embalagem” e conter outros itens, como uma caneca ou um pen drive, você pode escolher o TNT.

Brindes empresariais

Quando a empresa trabalha com brindes empresariais, seu público-alvo pode ser clientes próximos, executivos e até parceiros de outras empresas. Dessa forma, para definir qual é o melhor tecido para ecobag, é preciso pensar no brinde como um todo.

Por exemplo, se você vai usar itens sofisticados, como agenda e caneta, a ecobag pode seguir a mesma ideia, com um tecido de algodão cru, por exemplo. Já se a formalidade não é importante para o brinde ou a área em que você trabalha, é possível explorar outras opções de tecidos mais simples.

Palestras e treinamentos

Palestras e treinamentos de colaboradores têm o intuito de engajá-los e formá-los, para que possam ser mais qualificados e formar uma equipe de qualidade na empresa. Dessa forma, não é incomum trabalhar com o brinde, como uma forma de incentivo.

Assim, dependendo do caráter e seriedade do evento, você pode definir o que fica melhor para o brinde personalizado. Por exemplo, o tecido jeans e algodão podem ser boas opções junto com squeezes, moleskines e pen drives.

Feiras públicas

Muitas cidades realizam eventos locais, que costumam reunir grande parte da população. Aniversário do município ou uma festa tradicional, são alguns exemplos. Nesse caso, essa ocasião pode ser uma grande oportunidade para as empresas serem vistas e atraírem mais clientes.

Nesse sentido, é preciso lembrar que o evento reúne pessoas de todo o tipo. Aliás, mesmo que você use o brinde personalizado para quem visitar o seu espaço, sempre haverá pessoas que não são potenciais consumidores.

Dessa forma, trabalhar com itens mais básicos, não só faz o orçamento render, mas também pode alcançar mais pessoas.

Poder de Escolha:

Você pode escolher, por exemplo, a sacola de TNT ou lona, e focar em um design interessante com a logomarca. Afinal, a pessoa pode usá-la no dia a dia e lembrar de sua organização. Além disso, itens como fones de ouvido ou canetas também são boas opções.

Eventos da área

Para quem vai participar ou criar um evento em sua própria área, os brindes podem ser mais específicos. Aqui, você sabe que o público está voltado para o mesmo objetivo. Sendo assim, elementos bem característicos, combinados com a logomarca de sua empresa, podem fazer a diferença.

Nesse caso, vale a pena criar ecobags com tecidos bastante duráveis, como o jeans e o algodão, e combiná-los com outras peças que seu público vai usar no dia a dia, por exemplo, canetas e agendas. Assim, você pode trabalhar aspectos, como o fortalecimento da marca e autoridade.

Definir qual é o melhor tecido para ecobag, é muito importante para criar uma peça única. Especialmente quando se trata de um brinde personalizado, é fundamental pensar em vários fatores. Alguns deles, como público, logomarca e objetivo, são essenciais.

Porquê?

Através deles, outros componentes visuais podem ser escolhidos e combinados, para criar a melhor ecobag. Assim, ela pode ser adequada a diferentes ocasiões e usos e cumprir uma das principais vantagens do brinde: a divulgação da marca.

Gostou do artigo? Conheça alguns modelos de ecobag que a Sacola Ecológica tem para você!

Comentários

Nenhum comentário

Deixe o seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat